20 de jul de 2014

Cities of Vampires | Capitulo 9 |


Amanda p.o.v
No dia seguinte eu acordei com o sol na minha cara, ótimo, eu havia me esquecido de fecha-lá depois do ocorrido de ontem.
Ontem.
Me lembro de ter me trancado no quarto e não ter saído mais, nem mesmo para jantar, não iria conseguir encarar Natan, eu havia me descontrolado, mais acontece que eu não estava entendendo, parecia que ele estava me comparando com Catarina, e foi bom eu ter deixado claro que eu não era ela, Amélia veio ontem até aqui e  bateu  na minha porta querendo falar comigo, e me chamando para o jantar, mais eu disse que não iria comparecer, e ela entendeu o por que.
Suspirei.
Hoje seria um longo dia. Eu tinha que me preparar para encarar Natan agora no café da manhã, com certeza Pattie e Jeremy já sabiam de tudo, até me surpreendo de Pattie não ter ouvido nada ontem, afinal ela estava na biblioteca.
Merda.
Os bruxos Kellers. Eu havia me esquecido, hoje iriamos almoçar com eles, mais um motivo de ter que ficar perto de Natan.
Ouvi uma batida na porta.
- Quem é? -perguntei
- Sou eu a Amélia.  Amanda você vem para o café? - Amélia disse 
- Vou sim, vou me preparar primeiro - eu disse me levantando.
- Tudo bem então, estamos te esperando. -ela disse
Percebi que ela saiu, fui até o banheiro e me despi, precisava urgentemente de um banho, não que eu estava fedida, fora disso, mais talvez o banho pudesse levar todos essas lembranças e pertubações.
Idiotice. Pura idiotice. 
Liguei o chuveiro, que era completamente diferente dos do século 21. Ele era de balde, sim, completamente estranho, mais que funcionava perfeitamente. 
[...]
Depois de tomar banho, escolhi um vestido vermelho bordo para ir almoçar com os Kellers, e comecei a vesti-lo.
Era complicado de colocar, por que precisava de uma saia em baixo e toda essas coisas, depois de muito sacrifício, estava pronta, deixei meus cabelos soltos naturalmente, suspirei e abri a porta, era hora de encarar Natan.
Comecei a descer as escadas, até chegar na sala de estar, caminhei até a sala de banquetes, assim que perceberam minha presença todos me olharam, inclusive ele.
- Bom dia querida -Pattie disse simpática como sempre 
- Bom dia - eu falei
- Bom dia - Amélia, Justin e Jeremy disseram em coro -
Eu sorri em resposta e me sentei ao lado de Justin, que por coincidência era na frente de Natan, o encarei, ele estava de cabeça baixa.
Jeremy e Pattie começaram a conversar sobre algo que eu não fazia idéia do que era, inclusive Justin e Amélia começaram a conversar com eles. 
Tenso. Os únicos que estavam em silêncio era eu e Natan.
Me servi com pouco de suco de laranja natural, direto da fruta, e peguei um pãozinho que a cozinheira havia feito, de farinha de trigo, eu estava comendo tranquilamente até que senti um olhar sobre mim, levantei a cabeça e ele estava me olhando.
Não conseguia decifrar seu olhar, talvez magoa, irônico, sínico era difícil decifrar Natan, ainda continuava encarando ele quando ouvi alguém me chamando.
- Amanda - Amélia disse 
- Que? -falei desviando o olhar de Natan para ela
- Você ouviu o que Pattie disse? 
- ah, não desculpe  -eu falei envergonhada
- Tudo bem querida, não era nada de importante - Pattie disse
- O que era? -perguntei curiosa
- Está preparada para saber o que tem na sua cabeça? - ela perguntou
- Sim, eu estou muito curiosa, alguma coisa deve ter para meus pais terem escondido de mim -eu disse
- Você está certa - Jeremy disse
Terminamos de tomar café, e os criados tiraram as comidas da mesa e a limpado, logo estendendo uma toalha sobre a mesa, continuamos sentados ali.
- Enquanto não chega a hora de irmos nos Kellers, que tal irmos ao jardim Amanda? -Justin perguntou 
- Pode ser -falei e sorri
Logo se levantamos e fomos em direção ao jardim. Que estava sendo o local que eu mais frequentava naquela casa.
- Você foi muito corajosa ontem -ele comentou
- Eu não deveria ter falado aquilo - eu disse
- Por que? 
- Você viu o clima no café? 
- Vi sim, mais não se preocupa - ele falou - O que você achou dessa história toda?
- O que eu achei? -ele assentiu- confusa, por que motivo ela fazeria vocês dois ficarem um contra o outro? 
- Catarina era fria, não liga para os sentimentos dos outros. - ele disse 
- E você como ficou depois disso? -eu perguntei. Pergunta mais idiota Amanda.
- Eu fiquei magoado, destruído, mais sabe quando você percebe que o que sentia por aquela pessoa não era amor? - eu assenti- foi isso que eu percebi, o que eu sentia por Catarina era uma atração.
- Eu entendo, quando eu era mais nova me sentia atraída pelos garotos bonitos -eu ri me lembrando- mais nunca cheguei a saber o que é o amor.
-Então somos dois - ele sorriu para mim 
Só então fui perceber o quanto estávamos próximos, o quanto sua boca era atraente, e..
merda o que eu estou pensando?
Foi então que eu o vi se aproximar mais como se estivesse em transe, nossos olhos não se desgrudavam um do outro, Justin era lindo, Todos na família bieber eram lindos, principalmente Justin e Natan, seus olhos desviaram dos meus e foram para minha boca. Vi seus olhos se fechando e eu automaticamente fechei os meus, nossos lábios estavam prestes a se encostar...
- A carruagem che...
Imediatamente me afastei com os olhos arregalados, olhei da onde vinha a voz e me deparei com um Natan confuso e magoado?
- Desculpa se atrapalhei algo - ele disse já colocando um sorriso sínico nos lábios - só vim avisar que a carruagem chegou, estão todos esperando.
Ele nem esperou a resposta e foi em bora.
Olhei para Justin e ele estava tão assustado quanto eu. 
- Olha Amanda... 
- Vamos, a carruagem nos espera -interrompi ele, e fui em direção a entrada do castelo aonde a carruagem branca nos aguardava. 
Olhei para trás e Justin estava vindo.
- Entre Amanda - Amélia disse
Entrei e me sentei do seu lado, a carruagem era de seis lugares, três na frente do outro, do meu outro lado sentou Justin, Natan sentou na frente de Amélia, Pattie na minha frente e Jeremy na frente de Justin. Logo a carruagem começou a andar.
O que tinha acontecido naquele jardim? Eu realmente iria beijar Justin? Olhei para Justin que estava olhando a paisagem pela "janela". Logo meu olhar foi para em Natan que estava de cabeça abaixada, olhando para suas mãos, como se elas fossem interessante.
Suspirei, eu não acredito que eu iria beijar Justin. Não que eu não queria, seria ótimo saber como é seu beijo.
Droga! No que eu estou pensando? 
Acontece que eu tinha que ir para casa, e me envolver em qualquer tipo de relacionamento seria horrível.
Senti a carruagem parar, logo olhei e vi um castelo parecido com dos Biebers, com certeza era os dos bruxos Kellers. Saímos da carruagem e um soldado se aproximou de nós.
- Vossa alteza -ele se curvou, e logo depois voltou a sua posição - permita-me levarem até os Kellers. Acompanhe-me.
Enquanto acompanhávamos, vi que o jardim não era nos fundos do castelo como nos Biebers, ele era na frente. 
- Ele é humano - Amélia disse sussurrando, olhando para o soldado
- Por que um humano seria soldado de um bruxo? -perguntei
- Talvez os bruxos não sirvam para ser soldado. -ela deu de ombros.
O soldado abriu a porta de entrada e nos deparamos com uma sala de estar linda, logo avistei duas pessoas, que com certeza seriam os Kellers, de costa tomando alguma bebida no copo.
- Alteza eles chegaram. - o soldado disse
Imediatamente eles viraram e meus olhos se arregalaram.
- Mãe? Pai? 
---------------------------------------------------------
Continua | 5 Comentários
----------------------------
Oi oi oi amores <3 
Vocês devem estar querendo me matar pela demora, me desculpem, eu estava cheia de compromissos, cheia de trabalhos escolares e provas, desculpa mesmo mais agora estou de férias uhuuuu \o/
Duas semanas em casa uasuhasuha coisa boa ^^
Respondendo:
May Horan: obg amore, <3 continuei
Camila Farias: shaushaus obg flor <3 espero que goste desse também ^^ Continuei
Joana Margarida: Continuei flor obg <3
Lara Santos: Continuei amor <3
Mirela Gaspar: ownn thanks flor continuei 
------------------------------
O que acharam? um quase beijo :o
Espero que gostem <3
Bjsss <3

6 de jul de 2014

Cities of Vampires | Capitulo 8 |

Amanda p.o.v
Estávamos almoçando, Madame Smith já tinha ido em bora, ela precisava arrumar umas coisas na sua cabana, mais antes me alertou de ir ver os bruxos Kellers, afinal eles iriam me ajudar mais que ela, o soldado que Justin havia mandado já havia chegado a algum tempo e nos avisou que iriamos amanhã de manhã para o almoço, sim, iriamos almoçar com os bruxos Kellers, todos nós, agora nos encontrávamos todos ali na sala de banquetes almoçando, bom.... todos não.
Natan.
Ele havia saído para caçar.
Os outros ficaram comigo para me fazer companhia, apesar de eu ter falado que eu poderia ficar sozinha, mais eles fizeram questão de ficar comigo, dizem eles que iriam ir caçar a noite.
Caçar.
Eu sabia que essa palavra significava "encontrar algum humano indefeso e sucolento para ser o banquete".
Depois do almoço os criados - era assim que eram chamados os empregados - limparam toda a louça e nós se encontrávamos na sala, em silêncio até que alguém entra agitado na sala de estar.
- ALTEZA ESTÁ ACONTECENDO UMA BRIGA, NINGUÉM CONSEGUE PARAR AQUELES DOIS, ACREDITAMOS QUE VOCÊS CONSIGAM.
- Quem está brigando soldado Tobias? - perguntou Jeremy se levantando do sofá assim como Pattie e Justin, apenas Amélia e eu ficamos quietas observando tudo.
- ITOR E MAIS ALGUNS VAMPIROS - ele disse nervoso
- Eu irei ver o que está acontecendo, me leve até eles -Jeremy disse
Os dois sumiram da sala. Justin e Pattie sentaram nos seus lugares novamente. 
- Qual será dessa vez o motivo da briga? -Amélia perguntou
- O de sempre só pode, Itor é muito agitado - Justin respondeu
- Eles brigam muito? - eu perguntei
- Quase toda semana á uma briga de Itor - Pattie falou
- Itor é aquele cara que me atacou na floresta? 
- Sim Amanda, ele mesmo - Justin disse
- Não gosto dele. -eu disse me lembrando do medo daquele dia.
Justin riu
- Você tem medo dele. -ele disse
- Não -eu falei
- Sim -ele rebateu
- Não 
- Sim
- Pensei que vocês tinham parado de se provocarem - Amélia disse 
- Acontece que isso é amor minha filha - Pattie disse rindo - vou na biblioteca - ela disse e saiu da sala
Percebi que Amélia ficou tensa e eu percebi o por que.
Catarina.
Eu espero que ela não pense que eu tenho um afeto pelo Justin e que depois vou ficar com o Natan.
Percebi que o clima ficou tenso então eu disse:
- Então aqui tem uma biblioteca? 
- Sim -Amélia disse 
- Foi de lá que nossa mãe tirou o livro que lhe emprestou -Justin disse
- Cheguei amados irmãos -Natan falou entrando na sala e se jogando ao meu lado. - vi papai na cidade o que ele quer lá?
- Uma briga de vampiros -Justin respondeu
- Quem dessa vez? - Natan se levantou e foi até a mesa da sala e arrumou um copo de whisky para ele.
Existia whisky no século 14? 
- Itor como sempre, os outros não sabemos - Amélia disse
- Não entendo esse Itor sempre arrumando uma briga - Natan voltou a sentar do meu lado com o copo de whisky na mão-  acho que já deveriamos ter matado ele.
- Por que você quer resolver tudo na morte? -Amélia perguntou
- Esse tipo de gente me da vontade de vomitar, simples -ele disse 
- Pensei que você era desse tipo de gente -eu falei. Ops. Eu e minha boca grande.
Natan me olhou e sorriu de lado. Seu sorriso era sinico.
- Pensou errado cara Amanda, sou um cara que resolve tudo na morte, que não tenho paciência para essa gente que só quer chamar atenção, é a mesma coisa com os humanos, eles se comportam como filhinhos de papai, querem tudo na mão, qualquer coisinha que acontece entre suas politicas, eles já arrumar uma guerra. Eles todos tem que morrer.
- Acontece que eu sou humana - eu disse me levantando, já estava ficando com raiva. Como assim humanos tinham que morrer? Ele não tinha compaixão? 
- Não Amanda você é uma bruxa, um ser sobrenatural assim como eu. - ele se levantou também

- Não me compare com você, um ser que não tem compaixão, que quer humanos mortos, eles são SERES VIVOS -eu gritei a última parte 
- O que você pensou Amanda? Que agente vai até o humano toma um pouco de sangue e depois hipnotiza para ele se esquecer que foi atacado por um vampiro?  Não, talvez minha família faça isso, mais EU não, nem eu muito menos essa aldeia toda.
Eu o olhei, ele não era o que eu pensava. Talvez aquele cara legal fosse apenas uma imagem e ali, agora na minha frente ele estava me mostrando quem ele realmente era. um ser imundo, que não tinha nem pena com o que fazia.
- Chega! Parem vocês dois! - Justin disse
- Não vai responder princesa? - Natan disse com puro sarcasmo, e ignorando o que Justin disse- 
- Sabe o que eu pensei? - eu disse me aproximando dele- Que os vampiros se alimentassem apenas para não morrer, que eles não tivessem outra escolha, mais vejo que você é um imundo que tem orgulho do que faz.
- É claro que eu tenho orgulho, é menos pessoas repugnantes nesse mundo, menos pessoa como você. 
- Natan para - amélia disse
Menos pessoa como você.
Essa frase não saia da minha cabeça, e juro que algo lá no fundo mais bem no fundo ficou triste por ouvi-las. Mais eu ignorei, só podia ser coisa da minha cabeça.
E era.
- Por que você é assim? - eu perguntei o olhando no fundo dos olhos.
Seus olhos claros eram lindos, Natan era lindo, mais acontece que era um completo idiota, ele me olhou, seu olhar não se desgrudava do meu, e parecia que ele não iria responder.
- Não adianta ser educado com as pessoas, sendo que elas não retribui. -ele disse por fim
- Você alguma vez já tentou ser legal? -eu perguntei apesar de saber que antes de Catarina ele era um ótimo rapaz
- Isso não te interessa, mais já eu já tentei ser legal e o que aconteceu? Fui humilhado, rebaixado, eu fui fofo, romântico, carinhoso algo que todo mundo ama e o que ela fez? O QUE ELA FEZ? -ele gritou e eu pude ver seus olhos marejados, ele iria chorar, - ELA ME HUMILHOU, ME REBAIXOU, ME DISSE QUE EU ERA APENAS UMA DIVERSÃO, VOCÊ SABE O QUANTO QUE EU SOFRI AMANDA? -Ele disse agarrando meus pulsos- VOCÊ SABE? - nesse momento eu me assustei, ele estava descontrolado, chorando.
- NATAN PARA VOCÊ VAI MACHUCAR ELA -Justin disse se aproximando de nos- LARGA ELA 
- Espera Justin, ele não ta me machucando - eu disse para justin, voltei minha atenção para Natan - Natan você tem que se acalmar. 
Mais ele me ignorou.
- E SABE O QUE É PIOR? É SABER QUE VOCÊ É QUASE IDENTICA A ELA, SABER QUE QUANDO EU OLHO PARA VOCÊ EU QUASE CONSIGO ENXERGAR ELA, MAIS VOCÊ É DIFERENTE, NÃO É APENAS SEU ROSTO QUE É DIFERENTE, SUA PERSONALIDADE TAMBÉM É, VOCÊ É PERFEITA PERTO DELA. - meus olhos se arregalaram e pelo jeito não foram só os meus, Amélia e Justin também - QUANDO EU VI VOCÊ NOS BRAÇOS DO MEU IRMÃO AQUELE DIA, EU PENSEI QUE ERA ELA, MAIS QUANDO EU VI VOCÊ AMANDA, EU VI UMA GAROTA DOCE E ENGRAÇADA, NÃO UMA FRIA E IRRITANTE.
- Natan... -Eu disse mais ele me interrompeu
- MAIS EU NÃO SEI O QUE EU SINTO POR ELA, AQUELA GAROTA TEM UM MEL QUE FAZ VOCÊ QUERER PROVAR, E VOCÊ NÃO É DIFERENTE...
- A história vai se repetir. - Amélia disse, vendo Natan descontrolado.
- NÃO - Eu gritei, fazendo Natan me largar- NÃO VAI SE REPETIR, POR QUE EU NÃO SOU A CATARINA - Justin e Natan se assutaram provavelmente esperavam que eu não sabia de nada de Catarina
- Você contou para ela Amélia? -Justin perguntou
- SIM FOI ELA SIM QUE CONTOU PARA MIM -eu disse - NATAN ME DESCULPA SE VOCÊ SOFRE ATÉ HOJE POR ISSO, JUSTIN VOCÊ TAMBÉM, MAIS NÃO, EU NÃO SOU ELA, VOCÊS VÃO CONSEGUIR ENCONTRAR UMA GAROTA QUE VAI SER LEGAL, CARINHOSA E GENTIL COM CADA UM DE VOCÊS, MAIS ESSA GAROTA NÃO SOU EU, EU NÃO SOU ELA. EU REPITO, EU NÃO SOU A CATARINA. - Disse falando tudo e subindo a escada, me trancando no meu quarto.
-------------------------------------
Continua | 5 comentários
------------------------
Oi amores <3 o que acharam desse capitulo? Eu sinceramente amo esse capitulo u.u
suahsuahs como vocês estão? Espero que bem ^^
Respondendo:
Camila Farias: aeeee \o/ owwnn flor obg ^^ espero que você esteja gostando mesmo da fic ok? Bjjjsss
Angela Drew: obg amore, espero que esteja gostando mesmo ^^
Anônimo: Obg flor, espero que goste desse ^^ continuei 
Anônimo: obg flor <3 continuei amore
May Horan: Continuei flor, obg ^^
-------------------------------------------------------
Obg por comentarem meus amores <3 
Beijos até o próximo capitulo <3

2 de jul de 2014

Cities of Vampires | Capitulo 7 |


Assim que Madame Smith entrou na sala aonde todos nós estávamos reunidos meu coração disparou, ela tinha alguma noticia? Eu iria sair daqui? 
- Madame Smith quanto tempo -Pattie foi até ela a abraçando
- Bom ver você também Pattie -retribuiu o abraço
- Ola madame Smith -Jeremy a cumprimentou depois dela ter desfeito o abraço com Pattie
- Jeremy, ola -cumprimentou- Natan você cresceu, -o abraçou e para minha surpresa ele a retribuiu- Amanda -ela veio até a mim e me abraçou, retribui- tenho muitas noticias para te informar -falou assim que desfez o abraço 
- Eu estou curiosa- eu disse- O que você descobriu? 
- Muitas coisas, vamos sentar.
 Todos sentaram, havia três sofás naquela imensa sala, e uma lareira que estava com o fogo aceso nos mantendo aquecido, assim que todos sentamos nos nossos lugares, eu no sofá do lado direito com Justin e Amélia do meu lado, no sofá do meio estava Pattie, Jeremy e Natan, Madame Smith sentou no sofá a minha frente.
- Primeiramente quero que me escute com atenção tudo bem? -ela falou me olhando sério
- Tudo bem
- Amanda, eu pesquisei em algumas coisas que tinha na minha cabana, e descobri algo que talvez você irá ficar em choque, ou achar tudo uma brincadeira... mais é verdade, isso que você fez com a estrela cadente... não é mágica, não foi a realização de um pedido, você conseguiu ter em mãos toda a energia da estrela cadente, com base do seu pedido e toda essa energia você conseguiu voltar ao tempo.
Olhei todos em minha volta nenhum mostrava que estava surpreso, no momento eu achei aquilo uma idiotice, mais depois tudo foi fazendo sentindo, afinal não tinha outra opção a não ser isso, mais se eu fiz um feitiço....
- Espera, eu sou uma....bruxa? -perguntei com os olhos arregalados 
- Amanda....
- Isso está entendiante -Natan começou- Aquele primeiro dia no jantar tentei dizer o que você era, mais o seu herói ai me impediu, você é uma bruxa sim Amanda, e muito poderosa.
- Por que você impediu Justin - eu o olhei 
- Pela suas formas de agir, você acharia que estaríamos mentindo -ele disse
- Então preferimos não falar nada - Amélia falou
- Mais ai surge a dúvida.... o feitiço da estrela cadente só se realiza por um bruxo Keller, afinal foram eles que inventaram esse feitiço, e são os únicos com força suficiente para usar. -Natan disse
- mais...-eu estava confusa
- Acontece que o nome dela é Amanda Keller -madame Smith disse
- Mais isso não tinha haver de eu vir do futuro? -eu perguntei
- Não Amanda, eu sabia desde que você falou da estrela cadente o que você era, eu não falei nada apenas por que precisava entender mais. Seus pais do futuro com certeza são parentes dos Bruxos Kellers. -Madame Smith esclareceu tudo.
Eu estava confusa, acabara de descobrir que eu era uma bruxa, e isso não me parecia ser loucura, mais por que meus pais não me falaram nada? Por que em nenhum momento eles me alertaram sobre isso? Agora eu entendo....o motivo deles terem ficado nervosos na sala aquele dia. Eles estavam com medo de eu descobrir algo. Mais... por que?
- Por que em nenhum momento meus pais me contaram? -eu perguntei
- É isso que eu não entendo, tem alguma coisa a mais nessa história, eles bloquearam até a sua mente para você não saber de nada. - madame falou
- Isso é confuso, eu tenho poderes, eu me lembro que quando eu era mais criança meu sonho era ter poderes, e agora como se usa isso?
- Eu tenho algo querida -Pattie falou, se levantou do sofá e foi até a estante e tirou de lá um livro grosso. Caminhou em minha direção e me entregou.
- O que é isso? -eu perguntei
- É um livro de feitiços, aqui está desde o inicio de uma bruxa -ela disse
- Ele é enorme -eu disse o analisando
- Sim, mais você com certeza vai saber de tudo que pode com esse livro -Jeremy falou 
- Obrigada -eu disse- Madame.... como eu volto para casa? 
- Quando você ver uma estrela cadente faça o que você fez para estar aqui e você voltará para casa.
- Só isso? -eu perguntei
- Sim
- Acredito que já é muitas informações por hoje, -Jeremy disse e sorriu- como está os acontecimentos na aldeia das bruxas? 
- Está tudo normal.... 
Madame Smith continuou a falar a mais eu não dei atenção, era tantas informações em menos de uma hora, eu era uma bruxa Keller, meus pais nunca me disseram isso, eu precisava entender melhor isso, pedi "com licença" e fui tomar um ar livre no jardim era tudo que eu precisava. Eu estava sentada no banco ali no jardim até que vejo alguém sentando do meu lado. olhei e era Natan.
- Muitas informações? -ele perguntou
- Sim, estou confusa -eu disse
- Não tem com o que ficar, você deveria estar feliz por ter poderes 
- Acho que não -eu falei- esse livro aqui vai me ajudar bastante -eu disse olhando o livro- mais não queria que fosse assim
- o que?
- Poderes, eu sou um ser sobrenatural. 
- É você é -ele sorriu - igual a mim
- não, eu não sou uma vampira - eu falei
Ele riu. Natan estava diferente. Ele estava sendo legal e engraçado. Coisa que ele não era, ele sempre foi irônico e sínico. Talvez ali comigo ele estava se mostrando quem ele realmente era. 
Ou quem ele realmente foi...
-Eu já vou entrar, Justin esta olhando para cá, não quero brigar com ele, afinal temos vistas -ele disse, sorriu e foi em bora.
Foi ai que me toquei.
Os Biebers tinham uma imagem a guardar. Ninguém sabia que Justin e Natan se odiavam.
Assim que Natan saiu, Justin chegou perto de mim.
- O que Natan queria? -ele perguntou sentando ao meu lado
- Nada, só conversar 
- Está confusa?
- Um pouco... 
- Fica calma, com esse livro talvez você entenda as coisas melhor -ele disse 
-Eu espero.
Algo veio em minha mente... Os bruxos Kellers...  Eu sabia que eles eram da realeza, mais não quem eram e eu precisava desbloquear minha cabeça para madame Smith poder entender.
-Justin quando iremos falar com os bruxos Kellers? 
- Mandei um soldado ir falar com eles, madame smith disse que você não podia partir sem antes ela saber o que há nessa cabeça.
- Eu preciso entender melhor e sinto que os bruxos Kellers são a chave de tudo isso.
Eu precisava saber o que tanto tinha de especial nessa minha cabeça, para ser escondido...
E Eu iria descobrir.
---------------------------------------------------
Continua | 4 comentários
----------------------------
Oii amores <3
Estou tão feliz que novas leitoras estão aparecendo <3 Sejam bem vindas <3
--------------------------------------
Respondendo:
Camila Farias: Obg flor <3 seja bem vinda amore, espero que goste desse novo capitulo, uahsuhas <3 obg por querer acompanhar essa fic amore ^^ 
May Horan: Ownn flor <3 seja bem vinda flore <3 obg pelo elogio amor <3 Espero que goste desse capitulo ^^
suellyn garcia: Seja bem vinda amore \o/ verdade eu quis mudar isso, acho que fica muito repetitivo, por que quase todas as fics são assim, a velha história de "amor a primeira vista" quis mudar e eu acho que com essa história vai ser legal, vai demorar um tempo para ela se apaixonar sabe? E é realmente isso que eu gosto de escrever nessa fic suhausha, precisa calar os dedos não flor, amo comentários grande \o/ Obg flor espero que goste desse capitulo.
---------------------------------------------
O que acharam desse capitulo? Muitas descobertas o.o
coitadinha da Amanda ta confusa :/
Espero que gostem uhsuahsuahs, 
Divulguem a fic é muito importante para mim ok?
Beijos amo vocês <3